Apresentação

O desafio apresentado às universidades, atualmente, é o de contribuir para a preparação da sociedade do futuro por meio da formação de novos perfis profissionais, com enfoque básico na reorganização curricular e didático-pedagógica dos cursos. Para tanto, deve-se satisfazer, o mais plenamente possível, as necessidades de infraestrutura para a oferta de disciplinas (equipamentos, laboratórios, salas de aula) e assegurar as condições de ensino que garantam uma aprendizagem mais efetiva e com mais qualidade, conforme preconizado pela Lei de Diretrizes e Bases da Educação (LDB) e legislação decorrente (Diretrizes Curriculares Nacionais).

Para implementar e acompanhar o processo de Avaliação Institucional da FISMA, foi criada a Comissão Própria de Avaliação (CPA), em atendimento ao Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior (SINAES), pela Portaria nº 30/2005, publicada no Diário Oficial da União no dia 02 de agosto de 2005, com a finalidade de assessorar e acompanhar as ações desenvolvidas nas diversas etapas do processo avaliativo.

A primeira Comissão Própria de Avaliação foi instituída na FISMA pela Portaria 07 B/2009 de 10/03/2009.

Modalidades do Sistema
Nacional de Avaliação

O Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior (SINAES) foi instituído pela Lei nº 10.861, de 14 de abril de 2004, com o objetivo de assegurar o processo nacional de avaliação das instituições de educação superior, dos cursos de graduação e de desempenho acadêmico de seus estudantes.

De acordo com o objetivo da avaliação, o SINAES integra três modalidades de avaliação, que são aplicadas em diferentes momentos. Essas modalidades são:

I – Avaliação das Instituições de Educação Superior, que envolve a Autoavaliação Institucional ou avaliação interna e a Avaliação Externa;
II – Avaliação dos Cursos de Graduação;
III – Avaliação do Desempenho dos Estudantes.

Acesse o website da Comissão
Própria de Avaliação - CPA

Deixe um Comentário